Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Ato 1


Andei até a esquina; apenas flores mortas na vitrine amarelada... prontas para alegrar moças inseguras. Passo a passo até a autoestrada e carros corriam cegos para lugares que eu sabia - não estava o que queria minha rasgada alma.

O espelho sempre foi o melhor lugar. Olhei e não vi.

Talvez acabasse a procura e o objeto procurado. Acabou sem saber, sem saber-se... Sem eu saber o que era aquela minha jornada maluca.

Perceba... As luzes casadas com os pingos de chuva, o som do outro lado do bar e olha lá... Não. Não era ela - a felicidade que me desejava.

Deitei na cama. Desprovido de sussurros e forças. Lembrei e vi flores ao redor, senti os pneus ainda quentes em mim, pude ver minha face amarga e branca demais... Deitei em mim e isso não mais adiantava. 
Era  madeira morna e senhoras aos prantos. Olha lá... Era eu a comemorar. Era a morte falando baixinho e meu espírito a escutar.

Vamos, deixe o corpo esmagado para os vermes, venha que é hora de chá na academia. Venha que as ninfas de ilha qualquer estão a dormir e a sonhar. Venha que andar até a esquina com os olhos fechados foi perigoso demais.

By Camila Passatuto

Nenhum comentário: