Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

domingo, 22 de janeiro de 2017

Quinto dia útil

Não comportou
as vigas bambas
das ocupações
do ser em desacato


Lutou com o garfo torto
o prato vazio
E um gosto ruim
entre os lábios.


Apaziguou suas crises
na muda viagem de trem.


Suportou na fila
os insetos que zombam.


(Zumbidos soldados)


Não há o riso
na graça do ser.


No ato importuno
de certeza andaluz
estreitou a vigília
da mente sem elo.


Limitou os dias
os gritos, a esperança.
Vomitou três vezes
a mera existência.


Lutou com o garfo torto
nas costas moídas.


Ressuscitou na praça.
Estreitou a vigília
dos homens sementes
que não vingam
de junho a agosto.


no ato importuno
recitou poesia
sem rima
mau agouro.


Apertou as contas
contra o peito fundo.
E chorou uma dívida
que não o cabia


Não comportou
processos
cegos e burocratas.


Vingou.


Sem rima
bom agouro.


Óbito


Dia cinco
do mês oposto.

By Camila Passatuto

Nenhum comentário: