Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Anotações de Setembro - Parte 1

Ela chega todo dia com um ar doce e eu a salgo com a pele morena em suor. Sinto tanta pena quando estrago seu sorrir com o desajuste de um olhar inquieto e com a vastidão louca do não se encontrar, mas ela joga a ancora e puxa minha atenção para seu suleiro mar.

Eu acho estranho falarmos de guerra em pleno chá, mas ela sabe que tenho tantas batalhas e se começa em prosa, a que vou findar em discurso utópico, insiste que consigo. Vou ser grande?
Ajeita-se ao meu lado e se faz de um gole certo de uísque. Eu acendo um incenso.

A cidade continua a mesma encrenca de antes, eles não sabem o certo e apressam o que nem sei. Injetam nas veias o que bem encontram - me arruínam - e julgam meu desleixo. Larguei um bom emprego em plena crise. (Que porra, C.! Deixa a gente solta, larga e explode a alma sozinha.)

Ela nega minhas propostas. Quero deixar o país, o poema a e tentar algo em textos poéticos.
O Livro só deverá sair no pós morte, ela nega e chora. 

Ninguém deve vida.
A mensagem só chega depois que rompemos o lacre da caixa de correios.
Ontem tive medo de abrir a janela, não vi o sol. As alucinações estão mais fortes, vejo mulheres pulando na cama com ácidos alojados nos seios.

O proposto eu aventurei, larguei mão. O telefone sempre toca as cinco e todo dia ela chega com um ar doce, que me enjoa o desejo.

By Camila Passatuto

Nenhum comentário: