Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Alforria

Pelas ruas em festa, seu temor.
Quanta liberdade ainda nos resta?
São fases, meu amigo, sem cartazes,
Sem dizeres do suposto fim.

Correm crianças calçadas...
No portão, conversa descalça.
Não mais importante pensar.
Agora se é livre para sonhar.

Nos colégios o que se ouve?
O que houve com a vitalidade?
São jovens, por pouco, covardes;
Filhos dos filhos da tal liberdade.

Verso se perde em entulho,
Cospem em pensamentos...
Querem nada que sonha,
Liberdade pariu peçonha.

Pela rua em festa, o poeta.
Pessimismo de lado, exige.
Mais um gole a favor.
Mais um filho com temor.

E quem se prendeu ao obetivo...(?)
Corre por aí um sorriso.
Liberdade em alto estilo
Só por hoje não faz sentido.

By Camila Passatuto

5 comentários:

Wendy disse...

adoreeeeei *-*
beli jogo de palavras.
tenho um post parecido

Wendy disse...

belo**

Duda disse...

É, nossa juventude anda meio parada mesmo, sem reinvidicar. Bom blog.
Visite o meu, se houver tempo.

Andressa Alkeen disse...

"E quem se prendeu ao abjetivo...(?)
Corre por aí um sorriso.
Liberdade em alto estilo
Só por hoje não faz sentido."

eu adorei,
muito bom o blog,
do das postagens ao design é tudo muito criativo, adorei mesmo. parabéns

palavras ao vento disse...

a liberdade muita vezes e nos tirada...pela violencia de hoje em dia....belas palavras...muito bom o texto...