Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

domingo, 11 de novembro de 2012

Aos que lutam


Você pensou que ao colher a flor o enigma do mundo não derramaria. Mas eu estava ativo na ação, percebi todo o incomodo. Ninguém quis te deixar para trás, mas as coisas acontecem de um jeito, às vezes amargo...  Quem sabe sem paz.

Abracei (estreito) o que foi; e assim muitos dos meus suplicaram por orientações para o dia que iria seguir vermelho e inchado... Perguntam por paz.

Desesperado. Relutei dentro e fora do que vivia. Paz nos dias de hoje... Talvez um quinhão de bebida, infantaria e mentiras por cima dos muros não rabiscados.

Olho para os restos, bichos e brilhos estonteantes que somos; e que sinal lanço para salvar?

Você pensou em redenção. Porém o tempo pratica na ciranda as estratégias que bem o quer. E digo -Não manche o sorriso, não perca as bocas e as pernas noviças...
Eu pensei em gritar: Agarre o não querem ceder e escreva em boa letra qualquer felicidade, ou simples oração.

O tempo sempre é vasto e escasso, furacão de sim e não... e todos pediam por palavras, naquelas noites verdes, estranhas, feitas de lutas soltas e guerras livres de nossas mentes jovens e maciças.

Aos que lutam,


By Camila Passatuto

2 comentários:

Marcus Natir disse...

Acontece que as vezes, é mais fácil desistir. Mas é a glória da vitória que intensifica a alma.

Rachel Nunes disse...

Uma boa luta só se faz com boas palavras e ansiosas almas.

Beijos!