Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Sonhador, amém.

Você aposta o último gole em despencar de quasares, liberta a angústia de sorrir e delira diante, ignora logo após, enfeita sua criança com o pior laço de festa... Você é profundeza rasa e sem pedidos concede e sem palavras (vírgula) versa o inabitável vale das almas comprimidas pelos fatos modernos (ponto)

Você se torna o fósforo que projetou ao tudo de espaço... E as mãos descrevem do jeito que querem o desejar de suas pernas. Já não mais dono da tinta que conta (ponto e vírgula) e corre pelas pernas das secundárias, se esconde medroso, sem pontos e subordinações quânticas, estupra uma por uma... Você perde no jogo do sozinho e atrás do porrete inflamado de poder, você relembra o escritório úmido, a meia luz, os óculos mancos, as fotos nuas, as poesias suas, os animais soltos... A justiça masturbada pela mão de seu filho mais novo e o fecundo dia que se abre com o cheiro de fumaça ruim e cabeça boa (três pontos)

Você aposta o último gole em despencar de quasares... Sonhador maldito (tiro).

By Camila Passatuto

3 comentários:

Luana Barcelos Dantas disse...

Trágico e excelente...intenso...justiça masturbada é termo inédito...muito bom...Bjos

Luana barcelos Dantas

Antenor Emerich disse...

Maravilha!

Rachel Nunes disse...

A intensidade de tuas palavras ultrapassam a escrita e nos atinge.
Amei o estilo que inventastes de utilizar palavras ao invés da pontuação.

Você tem talento, Camila.

Beijos!