Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

domingo, 31 de outubro de 2010

Existência 2.2

Sou mulher
Feita de outras tantas por aí
Altas, baixas, brancas, calmas
Todas que passam e se deixam em mim.

Sou homem
Feito de tudo quanto eu posso ser feito
De aço, cobre, pedreira e mata virgem
Tudo que me deixa robusto e forte.

Sou a idade avançada
Sou a juventude que anda por aí tão cansada.
Sou mistério de senha
Sou o relógio de bolso que te demora.

Sou canto de sereia
E colares jogados ao pé da cama
Sou pecado
Sou fé que de noite a criança clama.

Sou fim de verso
Sou o silêncio após
Sou mulher, homem, bicho do mato
Deixo de ser quando não quero e sempre sou.

Sou mais quando acabo
E deixo um bater escasso
Um sorriso de lado
Sou quando me findo em seus lábios.

Sou pequena
Sou esbelto e grandioso
Sou macho sou fêmea
Sou poesia, sou poema.

By Camila Passatuto

6 comentários:

samuelvigiano disse...

"sou macho sou fêmea
sou poesia, sou poema."

Demais isso...
Estou estarrecido. Linda demais essa poesia...

Um beijo

simone disse...

é energia que circula, romance e tragédia, pura arte. Bjs.

Letícia Losekann Coelho disse...

Somos o que somos... E somos o que nos influencia, o que dos outros fica na gente. Somos o que nos toca e nos move. Amei a poesia!
Beijos

Flávia Braun disse...

É... quem sente e é poesia vive de ser tantos e tantas em um.
Um mundo vasto, imenso e indecifrável; a cada dia se revelando...
Lindo texto!
Beijo!!

Carlos Augusto Matos disse...

Muito linda sua poesia... Muito bom seu blog...

Bjuxxxx

Mari Ceratti disse...

Gostei do poema! Beijos