Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ser


Pulo da paz à guerra em um segundo, sou impassível, sou duelo de civis em nação de escravos, de coitados e poderosos reis.

Pulo do amor ao ódio em um segundo, sou imperfeito, sou sentimento pesado demais para quem tem medo de verdade da verdade.

Ah! Sou mais que o vento quando tu estás aqui, sou tempestade de alegria. Ah! Sou temporal violento em seus braços, sou assim... Chuva forte, lágrima suave...

Ninguém pode acalmar minha tristeza, ninguém pode calar minha alegria e nem abafar meu amor... Sou assim... Implacável.


By Camila Passatuto

12 comentários:

Niemi Hyyrynen disse...

Oie ^^

Acho que pelo descrito, vc tem uma alma muito impetuosa!

Queria ser assim as vezes...

=*

Niemi

Inez disse...

Em poucas palavras você descreveu muito bem o que todos nós somos pelo menos em algum momento de nossas vidas.

Daniel Silva disse...

que gênio, hein? cada vez melhor o blog. parabéns

Info Tecki disse...

Muito peculiar tua auto crítica. Parabéns!

Rhaíssa disse...

Gostei!
Leves comparações descritas em boas metáforas.

Alaor Pedroso Netto disse...

O poeta é um fingidor... vc é concerteza uma poetisa, q bom encontrar uma colega... parabens pelo blog... tbm escrevo http://professorpoetalaor.blogspot.com/

... disse...

Ouso dizer que você está na fase dos vinte e poucos anos. Errei?

: )

Camila Passatuto disse...

Vinte e poucos...quase 2.*






(21)*

fred girauta disse...

tudo passa. o resto recomeça.

Nei Duclós disse...

Magnífico poema!"Chuva forte, lágrima suave" "Sou duelo de civis em nação de escravos". Poeta nasce poeta, não tem jeito. Vocação que se impõe no primeiro verso.

Francorebel disse...

Quantas contradições aparentes... abraços!!

artculando disse...

Stronger ...
Personalidade ... cada um tem a sua ... mas eh melhor ser forte doq fraca ..

Dah uma passada no meu blog!
http://artculando.wordpress.com
=)