Biografia da Autora

Camila Passatuto nasceu em 1988, na cidade de São Paulo. Autora do livro "TW: Para ler com a cabeça entre o poste e a calçada" (Editora Penalux, 2017). Escreve desde os 11 anos e começou atuar nos meios digitais, com blogs e participações em revistas digitais, em 2007. Alguns trabalhos e participações: 2010, e-book “Apenas o Necessário”, co-autora da Antologia de micro contos reunidos pela Poesis, em parceria com a ETC Bienal, Fundação Volkswagen e Governo do Estado de São Paulo; 2012, Antologia “Nossa história, nossos autores (Editora Scortecci); 2013, escritora exposta na mostra de Twiteratura no Sesc Santo Amaro.

sábado, 29 de agosto de 2009

Nascer

Não acontece como deveria acontecer, o pensamento é quase inexistente, o querer está dentro de seu corpo, mas alguém alienou os sentimentos de revolta. O olhar no espelho mostra apenas pele e vontade, olhos sem nenhum vestígio de dignidade. Ao sentar para o café, a fome se alimenta de não estar, de um mal ficar permanente. A felicidade brinca demais com sua solidão, não é feliz longe de platéias, platéias que exijam sua agonizante felicidade.
Tudo começa a voltar a ser só metade, a ser um inacabado pensamento, um desfeito final... Sua abstinência machuca mais do que qualquer vício, coloca em ruína a concepção de qualquer projeto melodramatizado.
Não acontece, seu corpo sobrevoa, suas perguntas esqueceram do contexto, o seu contexto fugiu por alguma brecha da cabana. Procura telefones, investiga sobreviventes de sua amnésia momentânea; o que acha é apenas trapos de destinos possíveis em sonhos que desdobram por ali.
Ao clamar um nome, seu corpo cansado descansa de esperança, alguma salvação pode entrar pela porta, um anjo destemido e sem pudor. Ao permanecer diante de realidade, se assusta, imagina, replica... O anjo chega sem perguntas, o liberta de sua moralizante dor. Ao reclamar um nome, sua alma descansa cansada de angústia, nenhuma atormentação pode o tirar dali, um anjo destemido zela por ele.

By Camila Passatuto

6 comentários:

Nova Quahog disse...

BONITO O MODO COMO ESCREVE ;]

Airton disse...

pow legal
eu queria q um anjo me libertasse a cada problema q surge heheheh

tbm faço publciidade
passa la nu blog dpois

bjooo

http://publicandobr.blogspot.com/2009/08/hasta-la-vista-baby.html

iti disse...

os problemas sao resolvidos por anjos? tomara seja assim...
belo texto...
http://www.maquinazero.com.br/

Vini e Carol disse...

Muito bom.
Chega a ser intrigante, pois não consegui entender muito bem.
Enfim, super legal.

Beijos.

Júlia disse...

onde será que estão meus anjos, hein?
bom texto!

http://juliagravina.blogspot.com

Erika Narciso disse...

Sentir um anjo é tão confortante que assusta!

Nada mais no mundo nos conforta.. já estamos habituados a nos assustar!

O não habitual, sempre estranhamos!

MAnooooo!! Me empolguei pra escrever tbm agoraa..!